Otorrinolaringologia e Cirurgia Plástica da Face

Orientações ao Paciente Alérgico

Controle Ambiental:

– Em termos de moradia,  o  ideal para o paciente alérgico é uma casa  de alvenaria, com teto de laje, piso lavável ou que permita limpeza úmida constante.

– Manter a residência arejada e sem mofo. Usar pano úmido para limpeza. Nunca usar espanador ou pano seco. O alérgico deve evitar permanecer no ambiente durante a limpeza deste.


– Não aplicar na casa nenhum inseticida spray ou aspirais, dando opção para os elétricos (com cuidadosa observação, e afastados cerca de 02 (dois) metros do alérgico) ou os ultra-sônicos. Evitar produtos com cheiro forte como: certas, desinfetantes, cloro, gasolina e derivados, perfumes, desodorantes, tintas, vernizes, etc. Não permanecer em lugares com muita poeira ou fumaça.


– Limpeza e manutenção periódica do aparelho de ar condicionado,  não deixar resfriar muito  o ambiente.  Ventilador não pode ser direcionado diretamente para o paciente.

– No quarto, ter apenas os móveis indispensáveis como cama e guarda roupa (sem objetos em cima). A cama deve ter um colchão e travesseiro de espuma, e se possível revestidos de tecidos plásticos, gabardine impermeável, ou similares impermeáveis. Evite bonecos de pelúcia ou de tecidos (travesseirinhos , nanãs) que não sejam laváveis ou que acumulem poeira, principalmente quando a criança tem o hábito de dormir com eles. Cortinas e tapetes não são recomendados, mas na impossibilidade de não tê-los, devem ser laváveis, e lavados à cada 15 (quinze) dias.  Não usar edredom  ou cobertores . Usar colcha de piquet.

– Animais domésticos são em sua grande parte grandes responsáveis pelas alergias. Deixe-os fora de casa quando deles, não possa se desfazer (respeite a ligação emocional). Ao invés de amimais com pêlos longos, penas, prefira peixes ornamentais, tartarugas, por exemplo.


– Não fume dentro de casa e incentiva práticas desportivas ao ar livre. Evite o stress!


Hábitos Pessoais
:
– O banho deve ser tomado no horário mais quente do dia (aprox. 12:00h), utilizando-se sabonete de glicerina neutro, com água morna (próximo à temperatura corpórea) ou temperatura ambiente. O vestuário deve estar de acordo com a temperatura ambiental, não usando roupas de lã (tanto o alérgico como a pessoa que vai segurá-lo nos braços). Opções de agasalhos: nylon, dralon, aflanelados anti-alérgicos, sintéticos laváveis.


– Não permitir que o alérgico brinque sobre tapetes ou sofás, evitando assim que inalem alérgenos, como: poeira, ácaros, restos alimentares mofados, pêlos, penas, entre outros. Procurar também evitar a manipulação de objetos guardados há muito tempo como, livros, papéis, objetos de porões, sótãos, bibliotecas, adegas etc. Procurando também é claro, não freqüentar estes lugares.


– Na escola, o alérgico deve sentar em local afastado da lousa, de cortinas, procurando assim, evitar principalmente o giz, e a poeira. Se possível não participar de atividades como limpeza do ambiente, e não ter contato com materiais alérgicos como todos os descritos nestes parágrafos. Não proibir um alérgico de praticar atividades físicas, deixe-o identificar sozinho os seus limites.


Profissão dos Pais
:
– Se os pais exercem atividades como: costura, manicure, salão de beleza ou seja, atividades dentro de casa, que o façam em cômodo isolado ao que o alérgico freqüente. Evite sua presença o quanto puder.


– Estas recomendações devem ser seguidas o mais seriamente possível, visto que é sabido que não há tratamento medicamentoso no mundo, que isoladamente funcione sem a devida profilaxia ambiental.


– Sem uma estreita colaboração do alérgico, dos familiares, dos amigos próximos e do médico, na obtenção destes hábitos de saúde, o tratamento não terá êxito.


– Com força de vontade e esperança, tenho certeza que logo sentirão os resultados. Não desanime!