Otorrinolaringologia e Cirurgia Plástica da Face

Doenças da Laringe

Laringites
É a inflamação da laringite que pode ser causada por vírus, bactérias ou fungos, além das formas crônicas secundárias a agentes químicos, físicos dentre outros.As queixas mais frequentes são rouquidão, dor de garganta, tosse, febre, dificuldade para deglutir ou respirar.

Nódulos Vocais
Comuns em mulheres, crianças e profissionais da voz, como professores, cantores, locutores, religiosos, entre outros.Devem-se geralmente ao uso inadequado da voz.

Pólipos Vocais
Os pólipos das pregas vocais são lesões benignas, geralmente secundárias a processos inflamatórios, trauma local por uso inadequado da voz, tabagismo, refluxo gastroesofágico e como consequência de lesões pré-existentes na prega vocal.

Edema de Reinke
Lesão de aspecto gelatinoso difuso, ocupa todo espaço de Reink da prega vocal e que geralmente acomete os dois lados. É mais comum em mulheres de meia idade e tabagistas.

Cistos Intra-Cordais e Sulcos Vocais
São lesões congênitas, que apresentam como principal manifestação clínica o grande comprometimento da voz.

Leucoplasias
As leucoplasias são lesões brancas, espessas, vistas na superfície das pregas vocais, embora possa acometer toda mucosa das vias respiratórias superiores, decorrentes de irritação crônica, continuada e intensa. São consideradas lesões pré-malignas.

Paralisias
A laringe recebe inervações motora e sensitiva. O acometimento dessa inervação em situações específicas, como trauma cirúrgico, principalmente da glândula tireóide, em infecções virais, em tumores, dentre outras, pode levar à paralisia da laringe.

Papilomatose da Laringe
Embora possa ocorrer em qualquer faixa etária, ela é mais freqüente em crianças.A papilomatose é uma lesão benigna, causada pelo vírus do grupo do HPV.

Neoplasias
Os tumores malignos da laringe são comuns e têm como principais causas o tabagismo e o consumo de álcool. A sua detecção em estágios iniciais permite a cura. A queixa mais comum é a voz rouca e dor no ouvido.